quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

03. Ovogênese

Ovário


Cada ovócito está contido no interior de um folículo ovariano. A classificação destes folículos poderá variar, de acordo com o autor. A seguir são apresentadas as classificações de Junqueira e Carneiro, uma vez que estes autores descrevem com maior precisão as diferentes fases do desenvolvimento do folículo ovariano.


Assim que o ovócito primário se forma, as células do tecido conjuntivo o circundam e formam uma única camada de células foliculares, achatadas, pavimentosas. Este é o FOLÍCULO PRIMORDIAL.

Durante a puberdade, à medida em que o ovócito primário cresce, as células epiteliais foliculares, ou células da granulosa, se tornam cuboides e depois cilíndricas. Este é o FOLÍCULO PRIMÁRIO.
-> Folículo primário unilaminar: ovócito circundado por uma camada de células da granulosa. 
-> Folículo primário multilaminar: ovócito circundado por duas ou mais camadas de células da granulosa.

O ovócito primário é logo envolto por uma camada acelular, glicoproteica, chamada zona pelúcida. Com o aumento do tamanho do folículo primário, o tecido conjuntivo se organiza e forma uma cápsula, a teca folicular, que logo se diferencia em duas camadas: teca interna (produção de estrógeno) e teca externa (capacidade contrátil). Entre as células foliculares que circundam o folículo primário multilaminar surgem espaços preenchidos por líquido: o antro.

Quando o antro está presente, o folículo ovariano é denominado FOLÍCULO SECUNDÁRIO.

No estágio final de desenvolvimento, o ovócito encontra-se excêntrico e associado a porções específicas de células da granulosa: envolto pela corona radiata e suspendo pelo cumulus ooforus. Este é o FOLÍCULO TERCIÁRIO.

Após a ovulação, as células remanescentes do folículo terciário e da teca originam o CORPO LÚTEO. Posteriormente este transforma-se no CORPO ALBICANS.

Folículo primordial. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10 x.


Folículo primário unilaminar. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10 x.


1- Folículo primordial, 2- Folículo primário unilaminar, 3- Folículo primário multilaminar. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10x
Folículo primário multilaminar. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 40x


Transição do folículo primário unilaminar para multilaminar. Fonte: UFPE.





Folículo primário unilaminar (1) e multilaminar (2). Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Fotomicroscópio Nikon - Objetiva 20x



Folículo secundário (ou antral). Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10 x.



Transição do folículo secundário para o terciário. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10 x.





Folículo terciário (maduro ou pré-ovulatório). Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10 x.




Folículo terciário pré-ovulatório. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10 x.







Parte da parede de um folículo ovariano maduro. Imagem da internet.




Desenhos esquemáticos das diferentes fases de desenvolvimento do folículo ovariano.



Corpo lúteo. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10x

Corpo albicans. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 10x


Corpo albicans. Ovário de rata. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Fotomicrocópio Nikon - Objetiva 10x
Antro de um folículo terciário apontado pela seta e corpos lúteos à direta. Notar que o corte histológico não passou pelo núcleo do ovócito e por este motivo só se observa o antro folicular. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Objetiva 4x.


Ovário de peixe durante o período final de maturação dos folículos ovarianos. Notar o acúmulo de vitelo no citoplasma dos ovócitos. Inclusão em Parafina histológica, coloração por Hematoxilina-Eosina. Fonte: Laboratório de Embriologia/UFRN. Fotomicrocópio Nikon - Objetiva 10x







Nenhum comentário:

Postar um comentário